Despertando vidas para reino dos céus!

4 de agosto de 2014

A verdadeira bússola da vida

Conta-se que um velho marinheiro era contumaz em se perder no mar. Então seus amigos resolveram dar-lhe uma bússola e arrancaram dele o compromisso de usá-la em todas as suas viagens. Quando saiu novamente em seu barco, finalmente ele seguiu o conselho de seus amigos e levou a bússola consigo. Mas, como sempre, ele se confundiu e não conseguiu voltar. Finalmente, depois de alguns dias, foi encontrado e resgatado pelos amigos. Aborrecidos e impacientes, lhe perguntaram: “Por que você não usou a bússola que demos? Teria nos poupado todo esse trabalho!”

O velho marinheiro respondeu: “Eu bem que tentei! Queria ir para o Norte, mas por mais que eu tentasse virar a agulha naquela direção, a bússola só apontava para Sudeste”. O problema é ele estava tão confiante em sua “experiência” no mar e absolutamente certo de saber em que direção ficava o Norte que, teimosamente, tentava impor sua vontade à bússola.

Convém lembrar que, durante séculos, a bússola foi o mais popular e confiável instrumento de localização, principalmente para quem singrava a imensidão dos mares. Hoje, em tempos de tecnologia do sistema de posicionamento global, mais popularmente conhecido como GPS, cuja localização é realizada por satélites na órbita terrestre, a velha bússola está em desuso crescente. Mas em muitos lugares, principalmente aonde essa tecnologia ainda não chegou, ela continua na ordem do dia de guiar os viajantes.

No sentido figurativo, bússola é tudo que serve de guia ou norte. Desse modo, todos nós precisamos de uma bússola para a vida. Precisamos saber a direção que daremos à nossa vida, saber de onde partimos e para onde estamos indo. E se algo der errado no caminho, se falharmos por algum motivo, podemos ter a certeza de saber retornar e começar de novo.

Não são poucas as pessoas que começam, mas não sabem como terminar; partem, mas não sabem como retornar. Como o velho marinheiro, perdem-se em algum lugar no caminho, cometem erros que as atrasam ou inviabilizam sua trajetória. Há também aqueles que sequer sabem para onde seguir. Sem uma bússola confiável, andam a esmo, sem alvos específicos, sem metas claras, de modo que qualquer caminho as levará para lugar nenhum.

Há os que, sob o peso das exigências normais da vida, perdem o compasso e desistem de tentar, deixam de lutar, ficam paralisados diante dos obstáculos, deixam de buscar seus alvos, prendem-se ao passado e, deprimidos, entregam-se às lembranças de conquistas de outrora. Mas há também aqueles que lutam até o fim, começam e terminam, e completam a trajetória com a certeza de que, a despeito das adversidades, deram o melhor de si e chegaram lá.

Que todos precisamos de uma bússola, não se discute. O problema é o tipo de bússola a utilizar. Por isso, posso apresentar a que considero ser a melhor e mais precisa. A Bíblia é a “bússola da vida”, é segura e eficiente, pois aponta um Norte para as nossas vidas: aos desorientados, mostra o rumo certo; aos perdidos, aponta o caminho da salvação em Cristo. Além disso, ela é uma “carta” de amor, do maior amor, o amor de Deus por mim e por você;

A Bíblia é também uma bússola de orientação da nossa interioridade: é o bálsamo que cura as feridas da alma, é o martelo que esmiúça as pedras da dúvida, é a luz que ilumina o nosso ser. Ela é também é o fundamento de nossa fé, pois a “fé vem pelo ouvir e o ouvir pela Palavra de Deus”.

Há pessoas que contemplam a Bíblia a partir de seus graves preconceitos religiosos; e outras, a partir de seu ceticismo. Essas pessoas jamais se tornam capazes de ser positivamente influenciados pela sua mensagem, e acabam rejeitando-a.

Tal como os pescadores que estabeleceram um curso e dirigiram seu barco para águas profundas onde supostamente encontrariam muitos peixes. Todavia, quando ligaram o sonar e se deram conta, estavam a quilômetros do local pretendido, desorientados e sem peixes. Logo descobriram que haviam deixado uma lanterna bem próxima da bússola do barco e o ímã preso a ela acabou afetando o funcionamento da bússola. Assim como aquele ímã mudou a orientação da bússola, um coração comprometido com preconceito ou incredulidade pode influenciar o pensamento e afastar alguém da verdade bíblica.

Muitos dos conterrâneos de Jesus o rejeitaram por causa de sua religiosidade eivada de preconceitos; e resistiram a Ele por causa da ameaça que Ele parecia representar para o status quo garantido por suas tradições religiosas. Assim, em vez de analisarem cuidadosamente as Escrituras, a qual teria confirmado quem era Jesus, eles mesmos determinaram o que preferiam crer… e preferiram rejeitar a Jesus.

Desse modo, procure ler as promessas de Deus contidas na Bíblia, pois elas fornecerão um rumo certo, uma clara orientação sobre como ser um vencedor e ter paz na vida. Antes, porém, procure se despir de suas ideias preconcebidas, de seus preconceitos religiosos; e dispa-se de suas “certezas” que vão de encontro às verdades espirituais reveladas pelo próprio Deus na Bíblia Sagrada. Pois é nela que você terá o verdadeiro pão que alimentará a sua alma, a água que saciará a sua sede espiritual, o mel que o fará enfrentar o mundo sem perder a doçura. Com certeza, em suas palavras você terá a verdadeira bússola da vida!

Samuel Câmara
Pastor da Assembleia de Deus em Belém
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Copyright © DESPERTAI COM CRISTO | Suporte: Mais Template