Despertando vidas para reino dos céus!


Mostrando postagens com marcador Mensagens. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mensagens. Mostrar todas as postagens

7 de novembro de 2017

Deus não muda seus planos

Por que Deus não muda os seus planos?

Por que Deus não muda os seus planos? Primeiro, porque a sua sabedoria é perfeita. Isso quer dizer que Deus não pode cometer erros. Segundo, porque seu poder é infinito. Isso quer dizer que Ele cumprirá tudo o que planejou. Deus não pode ser frustrado em seus planos: “Então, respondeu Jó ao Senhor: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.” (Jó 42.1-2).

Seus planos e propósitos irão se cumprir:

Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade: que eu sou Deus, e não há outro, eu sou Deus, e não há outro além de mim; que desde o princípio anuncio o que há de acontecer e desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho permanecerá de pé, farei toda a minha vontade. (Is 46.9-10)

Sendo assim, ainda que os homens façam planos no seu coração, o que vai prevalecer são os planos de Deus:

Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do Senhor permanecerá. (Pv 19.21).

É um erro pensar que Deus faz um plano hoje e que o homem atrapalha esse plano e obriga Deus a fazer novos planos amanhã:

O conselho do Senhor dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações. (Sl 33.11).

Ora, o que Deus nos prometeu é certo que Ele fará, pois Ele não mente, nem se arrepende:

Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá? (Nm 23.19).

Também a Glória de Israel não mente, nem se arrepende, porquanto não é homem, para que se arrependa. (1Sm 15.29)

DEUS É IMUTÁVEL EM SUAS PROMESSAS:

A imutabilidade de Deus nos assegura que aquilo que Ele nos prometeu, certamente, nós receberemos da sua mão, porque Deus é fiel e não pode negar-se a si mesmo.

Bendito seja o Senhor, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo. (1Rs 8.56)

Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nEle o sim; porquanto também por Ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio. (2Co 1.20)

[Abraão] não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera. (Rm 4.20-21)

DEUS É IMUTÁVEL EM SUAS VIRTUDES

“Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” (Ml 3.6)

Seu conhecimento, seu poder, sua bondade, misericórdia, justiça e as demais virtudes nunca podem ser maiores ou menores. Deus não está sujeito a nenhum tipo de evolução. Ele é sempre o mesmo.

• DEUS É IMUTÁVEL EM SEU AMOR:

De longe se me deixou ver o Senhor, dizendo: Com amor eterno eu te amei; por isso, com benignidade te atraí. (Jr 31.3)

Ora, antes da Festa da Páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim. (Jo 13.1)

• DEUS É IMUTÁVEL EM SUA JUSTIÇA:

Longe de ti o fazeres tal coisa, matares o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio; longe de ti. Não fará justiça o Juiz de toda a terra? (Gn 18.25)

Bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade contra os que praticam tais coisas (Rm 2.2) [coisas condenadas por Deus].

• DEUS É IMUTÁVEL EM SUA MISERICÓRDIA:

Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade. (Sl 100.5)

Mas a misericórdia do SENHOR é de eternidade a eternidade, sobre os que o temem, e a sua justiça, sobre os filhos dos filhos (Sl 103.17)

• DEUS É IMUTÁVEL EM SUA VERDADE

Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promover a fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade segundo a piedade, na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos (Tt 1.1-2)

Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem, segundo está escrito: Para seres justificado nas tuas palavras e venhas a vencer quando fores julgado. (Rm 3.4)

• DEUS É IMUTÁVEL EM SUA SANTIDADE

Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. (Tg 1.13)

Pelo que vós, homens sensatos, escutai-me: longe de Deus o praticar ele a perversidade, e do Todo-Poderoso o cometer injustiça. (Jó 34.10)

• DEUS É IMUTÁVEL EM SUA SABEDORIA

O Senhor me possuía no início de sua obra, antes de suas obras mais antigas. Desde a eternidade fui estabelecida, desde o princípio, antes do começo da terra. (Pv 8.22)

Resposta a objeções

1. Algumas pessoas dizem que a natureza de Deus mudou com a encarnação. Isso certamente é falso. A natureza Divina não mudou em natureza humana, nem as duas se misturaram gerando uma terceira natureza diferente das outras. Na encarnação Cristo assumiu uma nova natureza, mas continuou sendo o mesmo Deus. Ele se manifestou de maneira diferente, não houve mudança na sua Divindade.

2. Algumas pessoas atribuem mudança em Deus pelo seu arrependimento em Gn 6.6; 1Sm 15.35; Sl 106.45; Am 7.3; Jn 3.10. No entanto, em Números 23.19 e 1Samuel 15.29 nos ensina que Deus não se arrepende. Não creio que a Bíblia se contradiz. A explicação para essa aparente contradição é que o arrependimento para Deus não é a mesma coisa que o arrependimento para os homens. Há duas razões para o ser humano mudar de opinião, abandonar seus planos e se arrepender do que fez: Primeiro, ele não consegue prever com absoluta certeza tudo o que acontecerá. Segundo, ele não tem poder ilimitado para a execução dos seus planos. Isso não acontece com Deus, pois Ele sabe de todas as coisas e tem poder suficiente para executar todos os seus planos.

Precisamos entender que Deus não é imóvel, mas está sempre em ação. Ele é um Deus que se relaciona conosco e a nossa inconstância leva Deus a mudar a atitude. Isso nos ensina que Deus se manifesta de maneira diferente. No entanto não há mudança em seu Ser, nem no Seu caráter, nem nos Seus planos, nem nas Suas promessas. O mesmo sol que derrete a manteiga endurece o barro. O sol gera mudança na manteiga e no barro, mas o inverso não acontece, o sol continua o mesmo.

3. Alguns dizem que Deus não cumpre as suas promessas. O que precisamos entender é que existem dois tipos de promessas: A primeira é absoluta: Deus cumpre independente de qualquer coisa. A segunda promessa é condicional, só vamos desfrutar dessas se cumprirmos as exigências de Deus (ver Is 1.19-20).

APLICAÇÃO:

1. A imutabilidade de Deus mostra que podemos confiar nEle.

2. A imutabilidade de Deus nos garante que Ele será fiel independente do nosso caráter: “se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo” (2Tm 2.13).

3. A imutabilidade de Deus gera terror no coração do pecador que não se arrepende, pois a ira de Deus sobre ele não mudará.

4. A imutabilidade de Deus gera em nós conforto e consolo.

5. A imutabilidade de Deus nos garante que uma vez que Ele nos concede a vida eterna não irá tirá-la.

6. A imutabilidade das promessas de Deus nos dá esperança para aguardarmos a volta de Cristo.

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR:

“Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” (Ml 3.6)

Por App Estudo Bíblico em Profundidade

6 de novembro de 2017

A SALVAÇÃO NA PERSPECTIVA DO TEMPO

A salvação é obra de Deus e não do homem. É salvação do pecado e não no pecado. É salvação pela graça divina e não pelo mérito humano. É recebida pela fé e não pelas obras. A salvação foi planejada na eternidade, é executada na história e será consumada na segunda vinda de Cristo. A salvação pode ser analisada na perspectiva do tempo.
Quanto ao passado, já fomos salvos da condenação do pecado; quanto ao presente, estamos sendo salvos do poder do pecado; e quanto ao futuro, seremos salvos da presença do pecado. Vejamos esses três tempos da salvação.
Em primeiro lugar, quanto à justificação já fomos salvos. A justificação é um ato e não um processo. É feita fora de nós e não em nós. Acontece no tribunal de Deus e não em nosso coração. Pela justificação, Deus nos declara justos em vez de nos tornar justos. A justificação é completa e não possui graus. Todos os salvos estão justificados de igual forma.
Jesus foi traspassado pelos nossos pecados. Ele foi feito pecado por nós. Ele bebeu, sozinho, todo o cálice cheio da ira de Deus contra nós, pois éramos filhos da ira. Pela morte de Cristo a lei foi cumprida e a justiça foi satisfeita, de tal maneira que, agora, Deus pode ser justo e justificador. Deus considerou satisfatório o sacrifício substitutivo do Seu Filho e nos declarou quites com sua justiça. Já não pesa mais nenhuma condenação sobre aqueles que estão em Cristo Jesus, pois o próprio Jesus é a nossa justiça.
Em segundo lugar, quanto à santificação estamos sendo salvos. A salvação já está consumada pelo sacrifício perfeito e irrepetível de Cristo. Diante do tribunal de Deus já estamos salvos. Nossos pecados passados, presentes e futuros já foram tratados na cruz de Cristo. Porém, quanto ao processo da santificação, estamos sendo transformados de glória em glória na imagem de Cristo.
Agora, Deus está trabalhando em nós, formando em nós o caráter de Seu Filho. Se a justificação é um ato, a santificação é um processo que começa na regeneração e só terminará na glorificação. Se a justificação não tem graus, a santificação tem. Nem todos os salvos estão na mesma escala de crescimento rumo à maturidade.
Precisamos, dia a dia, negarmo-nos a nós mesmos. Precisamos de alimento sólido e de exercício contínuo, a fim de fortalecermos as musculaturas da nossa alma. Se Cristo é o nosso substituto na justificação, Ele é o nosso modelo na santificação.
Em terceiro lugar, quanto à glorificação seremos salvos. A salvação é um fato pretérito, uma realidade presente e uma garantia futura. Todos aqueles que foram conhecidos por Deus de antemão foram também predestinados, chamados, justificados e glorificados. Muito embora a glorificação seja um fato consumado nos decretos de Deus, há de historificar-se apenas na segunda vinda de Cristo. Nós, que já fomos salvos da condenação do pecado e estamos sendo salvos do poder do pecado, seremos, então, salvos da presença do pecado. Receberemos um corpo imortal, incorruptível, poderoso, glorioso e celestial, semelhante ao corpo da glória de Cristo.
Quando Cristo voltar, em Sua majestade e glória, os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e os que estiverem vivos serão transformados e arrebatados para encontrarem o Senhor Jesus nos ares, e assim, estaremos para sempre com o Senhor. Essa expectativa bendita não é apenas uma vaga esperança, mas uma certeza inabalável. Nós, que fomos escolhidos na eternidade e chamados eficazmente no tempo, seremos recebidos na glória!
::Pr. Hernandes Dias Lopes

Cristão Verdadeiro - Paulo Junior


Paz do Senhor! no vídeo abaixo que você vai assistir, fala de como devemos fazer para sermos verdadeiros cristão em Cristo!



5 de outubro de 2017

Regras para o Amor

Mateus 5:43-48: 43- Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. 44- Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; 45- Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. 46- Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? 47- E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? 48- Sede vós, pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.

Quando conhecemos a Jesus, nos deparamos com a Lei do AMOR. Esta é uma lei que não tem muita lógica, mas que é movida à misericórdia e compaixão. Até então, nossa tendência era apelar para a justiça: “eu amo a quem me ama, e odeio a quem me odeia”.


Mas Jesus te outra proposta para nossas vidas.


ATITUDES DO HOMEM

Amar ao próximo é: filhos, amigos, parentes. Até os grandes crápulas têm amor pela mãe ou por um filho.

Odiar o inimigo: è instintivo. È um reflexo natural em relação a um sentimento de hostilidade explicita.

ATITUDES DE UM CRSITÃO

Jesus esta dizendo que cristianismo é para homens transformados da sua condição natural para o desafio do Espírito.


“Amai os vossos inimigos”: amar aqueles que nos tratam mal, pelos quais sentimos antipatia e que nos ferem. Este não é um amor palpitante; é um exercício em desejar e fazer o bem.


“Orai pelos que vos perseguem”: pode ser o sócio, a amante dos eu marido, o chefe, etc.

VEJAMOS O PROPÓSITO DAS ATITUDES CRISTÃS

Tornar-se filho do Pai celestial:

Deus espera que seus filhos reflitam Seus princípios.


O se tornar filhos de Deus, no texto, implica não a condição em si, pois já somos filhos de Deus, mediante o sacrifício de Jesus; mas em afirmar para o mundo de Quem somos filhos.

RAZÕES PARA AS ATITUDES CRISTÃS

O caráter misericordioso de Deus: Ele faz vir chuvas sobre maus e bons, não escolhendo apenas os bons para, sobre este, lançar a Sua Graça.

O cristão tem que apresentar um estilo superior de vida no trata com as pessoas: Tratar bem as pessoas não deve ser uma característica restrita aos cristãos, mas uma atitude típica de gente bem educada. O cristão tem que ir além.

OS RESULTADOS DAS ATITUDES CRISTÃS

O desenvolvimento deste caráter cristão em nós: Tais atitudes trabalham em nós, no nosso caráter, nos desafiando, a cada dia, a alcançar uma nova vitória.

CONCLUSÃO

1. Este texto nos da hoje este grande desafio, cada um de nós temos que buscar no Senhor os meios e as formas de deixá-los se manifestar em nossas vida e através dela.

2. Deus esta querendo aperfeiçoar o seu caráter através dos eu trato com seus amigos e o mundo.

3. Ele quer que nós assumamos este compromisso, começando com uma atitude de oração e amor para com aqueles que o perseguem.

VEJAMOS ESTA ILUSTRAÇÃO

Você já pensou no que é morar num prédio com um sindico que detesta crente, e especialmente pastores? Pois bem: esta foi uma experiência que vivenciei.

Aquele homem fazia todo o possível e o impossível para me incomodar. Dava indiretas quando eu passava, contava piadas sujas, além de me atormentar com todo tipo de reclamação sobre o uso do apartamento.

Chegando ao ponto de desligar o elevador para que eu tivesse que subir de escada ou ficar um tempão esperando.

Foi quando tomei uma atitude, resolvi que isso não iria me vencer. Todos os dias eu o cumprimentava e perguntava sobre os eu bem estar. Ele começou a se incomodar muitíssimo com isto, não respondendo de volta aos meus comprimentos ou usando palavrões.

Os dias passaram e os meses também. E pouco a pouco, aquele homem foi começando a ceder, a se abrir, a me cumprimentar de volta, ajudando-me e a minha família também em pequenos problemas de moradia.

Jesus diz que devemos amontoar brasas vivas Romanos 12:20, sobre a cabeça dos nossos inimigos. Lembre-se de que sua maior arma em relação a um inimigo é o amor que você dedica a ele.

Hoje é o dia que o Senhor preparou para que vocês pudessem receber deste grande amor em suas vidas. Hoje é à hora e o tempo certo de você mudar a sua atitude em relação ao mundo e as coisas relacionadas a ele.

Hoje é o dia de você abrir o seu coração e convidar a Jesus para que entre e venha fazer parte do seu dia a dia, a ter atitudes diferentes e viver as mudanças, o crescimento, a restauração de Deus em sua vida, sem eu caráter, em suas atitudes.

A Palavra de Deus nos admoesta em Romanos 12:2 0 – E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Ore comigo hoje, agora entregando a sua vida ao Senhor Jesus e venha viver o Bom, Perfeito e Agradável de Deus para a sua vida.

REPITA COMIGO:

Senhor Jesus é em teu nome que hoje quero e busco meu crescimento, mudança e ser a fazer a diferença na vida das pessoas a minha volta.

Eu peço perdão Senhor Jesus por todas as vezes que eu me deixei levar por minha carne e retribui o mal com o mal, a provocação com provocação. Quando não tive sabedoria para fazer a diferença.

Hoje eu aprendi que em Ti sou mais do que vencedor, hoje eu aprendi que posso e farei a diferença na minha vida e através dela, por isso hoje eu Te recebo como meu único e suficiente Deus, sei que pagaste um alto preço por minha vida e agora eu me aproprio desta graça, faz segundo a tua vontade Senhor em minha vida e me ajuda a ser a cada dia melhor e crescer com cristão.

Eu oro em nome de Jesus, amém, amém e amém...

DEUS TE ABEÇOE...

Fonte: Homem Apostolico

20 de agosto de 2017

Deus e o nosso socorro

Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou. E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR. Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.Jó 1.20-22

Jó foi um homem que era sincero, reto, integro e temente a Deus. Homem rico que vivia debaixo da poderosa mãe de Deus, que estava sempre sacrificando a o Senhor em favor de sua família.

Prestava sempre sua adoração a Deus, pois ele queria que sua casa fosse sem pecados. Hoje na atualidades muitos pensam que não tem como viver sem pecado, mais ao lê o livro de Jó vemos que isso e engano do diabo, pois ele só veio para matar, rouba e destruir. Este e o interesse do diabo ele nada tem para o homem.
Quando ele foi a presença de Deus, foi perguntado sobre Jó, se ele o observado, pois nenhum homem como ele existia, aqui vemos que o diabo esta a olha a vida dos que teme a Deus. Por isso não devemos nos descuida de sermos temente a Deus. O diabo disse que ele o servia pelo que ele o dava, mas Deus sabia que ele realmente era sincero na sua adoração e não o servia pelo que recebia mas sim por que o amava.
O nosso inimigo ele quer que nós sejamos fieis a Deus. Pois sempre possamos lembrar que temos alguém poderoso para nos guardar a sua vida.
...aquele que é poderoso para nos guardar de tropeça...” Jd 24

O diabo tirou tudo de Jó, mais mesmo assim ele não deixou de servir a Deus, “Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.” Jó 1.21

Deus e maravilhoso ele nada deixa falta em sua vida, ele quer te abençoa, mas servi a Deus não pelo que ele pode te dá, e se pelo que é, Ele e Deus de amor e Justiça.
Amor capaz de dá a vida de seu filho unigênito e justiça para mostra o homem o caminho da vida eterna, para os que caminhava para o inferno.

Jó venceu porque ele, não olhou para as circunstancia, mais sim para Deus, olhe para Deus. Deus que te tira das mão do diabo.

Venha pra Vida que e Jesus!

Por Valdeney Bastos

16 de agosto de 2017

O Amor de Deus


Em toda a história da humanidade não vemos relatos como o de Deus pela humanidade. O amor de um pai que dá a vida de seu único filho em resgate de vidas.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3.16

No versículo 16 e começa a perguntando. Porque? Esse amor que que não e fácil ser explicado, e incompreendido. Pois como pode um Deus que tudo criou, a se mesmo tornou a existência, este Deus que teve amor incomparável, entregado o teu unigênito filho.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito”...

Deus prova que acredita no homem, apesar do seres humanos viver em seus próprio caminhos, cada dia mais distante deste Pai tão amável. Ele não quer vê a sua criação perece, dando passos largos em direção ao inferno.

...Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

O prazer do Senhor e torna amigo de seus filhos, o qual ele fez com suas próprias mãos, soprou em suas narinas o folego de vida. Crê e ter convicção de algo, para que não pereça, e preciso recebe o filho unigênito na sua vida.

A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.Romanos 10.9
Deus enviou seu filho para livrar o homem do inferno. Esse e o motivo de Deus enviar teu amado unigênito, para tira da mão do diabo a chave da vida e da morte. Ele venceu por amar a você, precisa crê para recebe a vida.

Por Valdeney Bastos

26 de março de 2017

Cuidado com o Pecado - Samuel Ferreira

O pecado é uma fraude. Promete prazer e paga com o desgosto. Faz propaganda de liberdade, mas escraviza. Levanta a bandeira da vida, mas seu salário é a morte. Tem um aroma sedutor, mas ao fim cheira a enxofre. Só os loucos zombam do pecado. O pecado é maligníssimo. Ele é pior do que a pobreza, do que a solidão, do que a doença. Enfim, o pecado é pior do que a própria morte. Esses males todos não podem destruir sua alma nem afastar você de Deus, mas o pecado arruína seu corpo, sua alma e afasta você eternamente de Deus.
O rei Davi mais do que ninguém sentiu na pele e na alma a tragédia do pecado. Destacaremos três fatos dolorosos acerca do pecado e do que aconteceu com Davi.
1. O pecado vai levar você mais longe do que você quer ir: Quando Davi viu Bate-Seba se banhando e a cobiçou, adulterando com ela em seguida, não podia imaginar o fim daquele túnel. Talvez pensasse que seria apenas uma aventura numa tarde de verão. Talvez até tivesse racionalizado e justificado seu ato tresloucado, dizendo que tinha que relaxar um pouco.
Mas, o pecado não é algo passageiro nem superficial. Seus efeitos são profundos e mais duradouros do que você pode imaginar. Davi além de adulterar com Bate-Seba deu outros passos rumo ao abismo. Ele mentiu acerca do seu pecado e mandou matar o marido da sua amante. Ele perdeu a autoridade espiritual sobre sua família. Ele viu sua casa desmoronando diante dos seus olhos.
Ele colheu os amargos frutos da sua maldita semeadura. Muitas pessoas passam a vida inteira chorando por uma decisão errada feita apenas num instante. Pagam um alto preço por uma desobediência. Choram amargamente por tomar uma direção errada na vida. Cuidado com o pecado, pois ele pode levar você mais longe do que você quer ir.
2. O pecado vai reter você mais tempo do que você quer ficar: Davi não calculou o alto custo daquela tarde em que foi dominado pela volúpia e pela paixão. O adultério com Bate-Seba teve desdobramentos dolorosos para Davi, sua família e toda a nação. O pecado de Davi não atingiu apenas a ele e sua geração, mas também a todas as gerações pósteras.
Durante todos os séculos esse pecado tem sido relembrado e a memória de Davi manchada. O fiel pastor de ovelhas, o inspirado compositor, o músico de qualidades superlativas, o líder influenciador, o rei conquistador teve sua biografia maculada por esse grave pecado e seus tenebrosos desdobramentos. O pecado começa tênue como um fiapo de linha, mas depois se torna como as grossas correntes que prendem um navio ao cais. O pecado é como a nascente do Rio Amazonas.
No seu nascedouro, as águas são rasas e até uma criança pode brincar em seu leito, mas depois, com a soma dos muitos afluentes, esse rio se torna um mar instransponível e inadiministrável. Cuidado com o pecado, pois ele pode reter você mais tempo do que você quer ficar.
3. O pecado vai lhe custar mais caro do que você quer pagar: O pecado de Davi lhe custou muito caro. Ele perdeu a intimidade com Deus. Durante um longo período, viveu atrás de máscaras, escondendo o seu pecado e atraindo sobre si o justo juízo de Deus. A mão de Deus pesava sobre ele dia e noite, e o seu vigor se tornou em sequidão de estio. Depois, Davi perdeu sua reputação.
Os ímpios blasfemaram do nome de Deus por causa de sua loucura. Depois Davi perdeu o filho do adultério. A criança morreu a despeito da insistente petição de Davi. Este teve ainda outras perdas. Sua filha Tamar foi desonrada pelo próprio irmão Amnon.
Absalão irmão de Tamar, mandou matar seu próprio irmão Amnon para vingar o que este havia feito com ela. Depois, Absalão rebelou-se e conspirou contra Davi, seu pai, para tirar-lhe a vida e tomar-lhe o reino. E nessa empreitada, Absalão é assassinado por Joabe, comandante do exército de Davi. Tragédias e mais tragédias desabaram sobre a vida de Davi. Jamais ele podia imaginar que o pecado fosse ter um preço tão alto. Cuidado com o pecado, pois ele vai lhe custar mais caro do que você quer pagar.
Seu Pastor, Samuel Ferreira.

25 de março de 2017

VOLTANDO A CASA DE DEUS

Gênesis 13:3 - 7 – “Nas suas jornadas subiu do Negebe para Betel, até o lugar onde outrora estivera a sua tenda, entre Betel e Ai, até o lugar do altar, que dantes ali fizera; e ali invocou Abrão o nome do Senhor. E também Ló, que ia com Abrão, tinha rebanhos, gado e tendas. Ora, a terra não podia sustentá-los, para eles habitarem juntos; porque os seus bens eram muitos; de modo que não podiam habitar juntos. Pelo que houve contenda entre os pastores do gado de Abrão, e os pastores do gado de Ló. E nesse tempo os cananeus e os perizeus habitavam na terra.”
Gênesis 28:13 - 17 – “por cima dela estava o Senhor, que disse: Eu sou o Senhor, o Deus de Abraão teu pai, e o Deus de Isaque; esta terra em que estás deitado, eu a darei a ti e à tua descendência; e a tua descendência será como o pó da terra; dilatar-te-ás para o ocidente, para o oriente, para o norte e para o sul; por meio de ti e da tua descendência serão benditas todas as famílias da terra. Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra; pois não te deixarei até que haja cumprido aquilo de que te tenho falado. Ao acordar Jacó do seu sono, disse: Realmente o Senhor está neste lugar; e eu não o sabia. E temeu, e disse: Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos céus.”
Encerramos hoje as ministrações das Riquezas de Abraão, tempo onde sem dúvida alguma fomos marcados pelo Senhor. Recebemos palavras proféticas, tivemos atitudes espirituais e sem dúvida alguma estamos vivendo as grandes bênçãos das Riquezas de Abraão.
Abraão em suas peregrinações pela terra de Canaã volta para Betel, local onde ele já havia estado anteriormente e onde já tinha tido grandes experiências com Deus que o chamara para viver um poderoso mover de prosperidade.
VOLTAR A BETEL REPRESENTA ESTAR NA CASA DE DEUS, E:
· DESLIGAR-SE DOS QUE INVEJAM O QUE É TEU
· DESLIGAR-SE DO QUE TE TROUXE PESO, JUGO
· DESLIGAR-SE DO QUE TE TRAZ CONTENDA, LUTA
· DESLIGAR-SE DOS QUE AMBICIONAM O QUE É TEU
· DESLIGAR-SE DOS QUE TEÊM A VISÃO PEQUENA E TACONHA (POBRE, MISERÁVEL)
· DESLIGAR-SE DO PESO DA PARENTELA PARA VIVER A BÊNÇÃO DA SUCESSÃO APOSTÓLICA
EU VOLTO A BETEL RICO, COM A SUCESSÃO DE ABRAÃO, POIS:
A) tenho minha alegria em suprir a casa de deus
Gênesis 31:13 – “Eu sou o Deus de Betel, onde ungiste uma coluna, onde me fizeste um voto; levanta-te, pois, sai-te desta terra e volta para a terra da tua parentela.”
B) tenho um deus que me guarda de todo mal
Gênesis 35:1,5 – “Depois disse Deus a Jacó: Levanta-te, sobe a Betel e habita ali; e faze ali um altar ao Deus que te apareceu quando fugias da face de Esaú, teu irmão. Então partiram; e o terror de Deus sobreveio às cidades que lhes estavam ao redor, de modo que não perseguiram os filhos de Jacó.”
C) o senhor, na minha angústia, sempre me honrou
Gênesis 35:3 – “Levantemo-nos, e subamos a Betel; ali farei um altar ao Deus que me respondeu no dia da minha angústia, e que foi comigo no caminho por onde andei.”
D) nesse tempo deus me trouxe revelações e grandes livramentos
Gênesis 35:6 e 7 – “Assim chegou Jacó à Luz, que está na terra de Canaã {esta é Betel}, ele e todo o povo que estava com ele. Edificou ali um altar, e chamou ao lugar El-Betel; porque ali Deus se lhe tinha manifestado quando fugia da face de seu irmão.”
E) deus mudou os meus referenciais de vida, sou príncipe, sou israel. (sou fecundo)
Gênesis 35: 10-15 – “E disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. Chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos; a terra que dei a Abraão e a Isaque, a ti a darei; também à tua descendência depois de ti a darei. E Deus subiu dele, do lugar onde lhe falara. Então Jacó erigiu uma coluna no lugar onde Deus lhe falara, uma coluna de pedra; e sobre ela derramou uma libação e deitou-lhe também azeite; e Jacó chamou Betel ao lugar onde Deus lhe falara”.
gênesis 17:1 – “Quando Abrão tinha noventa e nove anos, apareceu-lhe o Senhor e lhe disse: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda em minha presença, e sê perfeito;”
sê perfeito, SEJA israel
Oração Profética: Eu encerro hoje este ciclo, na certeza de viver todas as palavras liberadas sobre mim e sobre minha família. Declaro obediência à palavra de Deus, aos seus mandamentos e à sua vontade, e sei que isto determinará a minha condição de riqueza e prosperidade. Como Abraão, eu possuirei toda sorte de bens e serei poderoso sobre a terra, em nome de Jesus, amém!

DEUS TE ABENÇOE...

8 de novembro de 2016

JUSTIÇA SEJA FEITA


O tema da justiça social é amplamente apresentado na Bíblia. No Deuteronômio encontramos não apenas diversas leis destinadas a regulamentar a vida do povo, mas também recomendações quanto á aplicação correta e eficaz da lei.

Não obstante a máxima de que “todos são iguais perante a lei” nem sempre é igual para todos.
Uma pesquisa realizada na Região Metropolitana do Rio indicou que cerca de 91% dos entrevistados responderam que, no Brasil, a aplicação das leis é mais rigorosa para alguns do que para todos. Apenas 8% responderam que a aplicação das leis se dá igualmente para todos.

A pesquisa revelou ainda que na visão de mais de 90% da população, os pobres são tratados pela justiça com maior rigores do que os ricos.

A cor vem em seguida como outro importante elemento discriminador. A morosidade e parcialidade são com certeza, duas reclamações que a maioria da população tem contra a justiça.

A JUSTIÇA É UMA EXIGÊNCIA DE DEUS, O JUSTO JUIZ.

Já no primeiro capitulo de Deuteronômio, encontramos a afirmação de que “o juízo é de DEUS”, (1:17). Anteriormente, conforme Gênesis – 18:25, Abraão já havia declarado a sua confiança na justiça de DEUS, a quem ele chama de “o juiz de toda a terra”.

O Salmista, por sua vez, declara: “Justo és, SENHOR, e retos os teus juízos” Salmo – 119:137.
Um dos atributos de DEUS é a justiça. E uma das principais evidências de que DEUS não suporta injustiça é a libertação de Israel da opressão egípcia. O êxodo é a intervenção direta de DEUS a favor dos oprimidos e injustiçados. Êxodo – 3:7-9, as leis dadas a Moisés por DEUS objetivavam a construção de uma sociedade justa e igualitária.

A exigência de DEUS para que haja justiça na terra tem por base o fato de que ELE é o: “DEUS dos deuses, e o SENHOR dos senhores. O DEUS grande poderoso e temível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita suborno, que faz justiça ao órfão e á viúva, e ama o estrangeiro, dando-lhe pão e vestes”. Deuteronômio – 10:17,18.

Segundo Moisés, “DEUS é fidelidade, e não há NELE injustiça, é justo e reto” Deuteronômio – 32:4.

A JUSTIÇA É A BASE DE UMA SOCIEDADE ESTÁVEL E FELIZ.

Deuteronômio – 16:20, recomenda: “A justiça seguiras, somente a justiça, para que vivas, e possuas em herança a terra que te dá o SENHOR teu DEUS”. A preservação da vida e a posse da terra, como se pode ver, estão vinculadas à existência de justiça.
O profeta Isaias declara que ”o efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça repouso e segurança”, 

Isaias – 32:17.
Quando a justiça desaparece o caos se estabelece na sociedade. Não há como negar que uma das principais causas da violência reinante no pais hoje, seja a falta de justiça social. A base para uma sociedade igualitária, estável e feliz é indiscutivelmente, a justiça.
Quando o Estado se omite no que concerne à garantia da justiça, e infelizmente isso tem ocorrido em larga escala, a paz e a tranqüilidade se vêem ameaçadas.

Paulo diz: a autoridade é ministro de DEUS para promover o bem e castigar o que pratica o mal, Romanos – 13:1-7.
No contesto de Israel, a posse da terra e a tranqüilidade para se viver, seriam resultado da justiça social. Com certeza, no Brasil também não será diferente. Enquanto não houver justiça social, continuara a existir sem-terra, sem teto, sem nada.
“A justiça e a paz se beijaram. Da terra brota a verdade, dos céus a justiça baixa o seu olhar”, Salmo – 85:10-13.

A JUSTIÇA DEVE SER APLICADA COM IMPARCIALIDADE.

O foco da atenção agora são o sistema judicial e os operadores da justiça. Tanto a passagem de Deuteronômio – 1:16,17, quanto 16:18-20, enfatizam a necessidade da imparcialidade nos julgamentos. A mesma recomendação já havia sido feita em Levítico – 19:15, o que se espera da justiça é imparcialidade,equanimidade e eficiência. Mas, infelizmente, na pratica, nem sempre isso acontece.

A pesquisa mencionada no inicio do nosso estudo reflete isso de forma transparente. E, talvez sua própria experiência reforce esta constatação.
O povo precisa tomar consciência de seus direitos. Grande parte da população os desconhece. A igreja pode desempenhar um importante papel nesta tarefa de conscientização.
A outros aspectos a serem considerados, o primeiro efeito é o de criar verdadeira casta, daqueles que dominam a linguagem e os códigos protocolares, diferenciado do povo.
O segundo efeito é o de possibilitar aos julgadores não entrarem no mérito da questão que lhe são trazidas e decidirem apenas levando em conta os aspectos formais.

Como cidadão, e acima de tudo cristãos, temos o dever de lutar contra toda forma de injustiça. Somos desafiados a buscar a construção de uma sociedade fundada sobre a reto juízo. O REINO DE DEUS é a justiça e paz, Romanos – 14:17 - porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo.
II Pedro – 3:13 - Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.

Abre a tua boca a favor do mudo, pelo direito de todos os que se acham desamparados. Abre a tua boca, julga retamente, e faze justiça aos pobres e aos necessitado. Provérbios – 31:8,9.


QUE DEUS NOS ABENÇOE...



14 de agosto de 2016

#VOCÊ CRÊ EM JESUS

Em uma recente pesquisa realizada pelo blog despertai, as pessoas que participaram 100% disseram que criem em Jesus. Mas como pode o mundo anda em total destruição, violência por todos os lados, pessoas pervertendo a natureza de Deus.


Jesus ele disse se cremos nele, obedecemos o seus mandamento, como podemos dizer que amamos a Deus. Se odiamos o próximo.

Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” 1 João 4:20

Os Homens tem vivido no seus próprios prazeres, amados devemos viver para Deus e não para nós mesmos o apostolo Paulo fala exatamente sobre vive para Jesus, devemos entrega a vida e doá-la para ele:

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Galatas 2:20

Cristo deve esta dentro de nós, o meu eu, deve ser extinto da minha vida, pois o novo viver deve ser para Cristo. O qual deu sua vida por mim e por você! Vamos deixar de vive para agradar a nós mesmos.

Por Valdeney Bastos

29 de abril de 2016

O por que de tantos problemas se a Bíblia diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus?

Você Pergunta: A Bíblia diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Se isso é verdade, por que tenho passado por tantos problemas em minha vida e por tantas decepções? Tenho chorado constantemente por tantas tristezas. As coisas não deveriam ser diferentes em minha vida, já que sou uma serva de Deus?

Cara leitora, o texto que você citou em sua pergunta está em Romanos 8:28, e diz: Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Muitas pessoas não compreendem muito bem esse texto e acham que “cooperar para o bem” significa que todas as coisas acontecerão da forma que deseja o nosso coração, da forma que nos dá mais prazer, da forma que nós planejamos, da nossa forma.

Como o texto cita que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e que são chamados de Deus, gostaria de avaliar a vida de alguns destes servos de Deus para que possamos compreender o que significa cooperar para o bem em Romanos 8:28.

(1) Deus não permitiu que Moisés entrasse na terra prometida, ainda que ele orasse com muito afinco buscando essa bênção (Deuteronômio 3:25-26). Ou seja, o bem para Moisés era não entrar na terra prometida, ainda que fosse a coisa que o coração dele mais desejasse naquele momento. Não há dúvidas de que Moisés era um servo de Deus e, mesmo assim, não obteve tudo aquilo que desejava.

(2) Deus livrou a Daniel da cova dos leões (Daniel 6:22). Vemos aqui que Deus age poderosamente em favor da vida de Daniel, livrando-o do ataque de leões ferozes, que podiam tê-lo despedaçado. Ou seja, o bem para Daniel foi ser liberto por Deus da cova dos leões. Daniel foi um grande servo de Deus e recebeu este livramento do Senhor.

(3) Deus permitiu que Estevão, homem cheio do Espírito Santo, conforme é dito a respeito dele, fosse apedrejado diante dos perseguidores da igreja de Cristo (Atos 7.59). Ou seja, o bem para Estevão foi NÃO ser liberto da morte terrível por apedrejamento. Não há dúvidas de que era um grande homem de Deus, mas mesmo assim foi morto por causa do evangelho.

(4) Deus permitiu que Jó, homem reto e temente a Deus, tivesse sua vida devastada por uma série de tragédias. Perdeu os filhos, os bens, a saúde (Jó 1.13-22; 2.1-13). Esse era o bem que Deus quis que ocorresse na vida de Jó naquele momento, mesmo que Jó não entendesse porque tudo aquilo estava ocorrendo. Mais tarde Deus restaurou totalmente a vida de Jó e ele veio a ter o dobro de tudo aquilo que tinha perdido (Jó 42.10-17). Esse foi também o bem que Deus quis que ocorresse na vida de Jó.

(5) Deus abençoou a vida de três jovens, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, e os livrou da fornalha ardente, na qual foram jogados pelo rei Nabucodonosor (Daniel 3:26). Esse foi o bem de Deus na vida daqueles três, livrá-los da morte na frente de um dos reis pagãos mais terríveis.

(6) O apóstolo Paulo foi um homem de Deus muito poderoso, que operava grandes milagres e tinha grandes visões a respeito das coisas de Deus. Porém, apesar de orar três vezes para que Deus tirasse o espinho de sua carne, Deus não o tirou (2 Coríntios 12:7-9). Esse foi o bem de Deus que cooperou para o bem da vida de Paulo.

O que quero mostrar com esses exemplos é que esse “bem” citado em Romanos 8:28 não é determinado por nós e por nossas preferências, mas pelo próprio Deus, que tem planos para cada um de nós e, ainda que passemos por tribulações diversas, os crentes verdadeiros podem confiar na direção de Deus, sabendo que Ele fará sempre o melhor para a nossa vida, ainda que isso não pareça o melhor e o mais prazeroso aos nossos olhos. Podemos e devemos sim orar, buscar, clamar ao Senhor sempre crendo na direção Dele e não na nossa.


Cabe a nós olharmos para as situações difíceis e também para as situações prazerosas, com olhos de fé, sabendo que Deus está na direção de nossas vidas em TODAS as situações, não apenas naquelas que mais nos agradam, mas também nas difíceis como fez com outros servos de Deus que citei acima.

Por: Pb André Sanchez
Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © DESPERTAI COM CRISTO | Suporte: Mais Template